Pular para o conteúdo principal

Feliz 2015

Chegamos ao final de mais um ano que, sem dúvida, passou voando para muita gente. E para você? Qual foi a velocidade de 2014? O mais interessante nessa corrida toda é que chega o final do ano e as pessoas iniciam a corrida para planejar 2015 fazendo milhares de planos e promessas.

Dessa vez eu não quero falar de como planejar 2015. Quero falar sobre o que o que nós aprendemos em 2014. De que adianta seguir em frente se não usar aquilo que aprendeu para não errar mais? Não precisamos de uma lista de metas para 2015, precisamos é de uma lista de aprendizados de 2014.
  • O que você aprendeu este ano que não deseja mais repetir?
  • O que você acredita que precisa fazer mais vezes?
  • Você leu algo que te inspirou a promover mudanças em sua vida?
  • Quais momentos foram tão bacanas que merecem repetição?
Não é só um número

Ninguém vai viver para sempre. Esse não é o objetivo da vida. O objetivo é aprender, absorver profundamente as experiências, aproveitar de verdade cada minuto e claro deixarmos um legado. E você não faz isso se estiver no trem bala vendo a paisagem. É preciso sair, botar os pés no chão e começar a aprender de verdade.

Aprender é, também,um apoiar o outro. Aprender significa ser generoso e andar em relacionamentos saudáveis. Saiba aprender quando ensina. 

As pessoas não estão com problemas de metas. Elas estão com problemas de aprendizado. Lições não aprendidas tornam as metas inalcançáveis.

Por isso, desejo a você um excelente aprendizado para o Natal e Ano Novo. Reflita de verdade, veja o que passou e quais são as principais lições que precisam ser absorvidas. Veja como elas vão te ajudar a fazer um 2015 totalmente diferente. Porque a primeira lição que você deveria aprender é que quem fica na mesma não está aprendendo nada, nada mesmo. 

Este ano eu aprendi muito vivendo dilemas pessoais de saúde e relacionamento não produtivos, mas que puderam me ensinar muito. Teve aqueles relacionamentos extremamente produtivos (com pastor André Santos) por exemplo, que trouxeram uma luz após o túnel.

Aprendi que é ajudando o próximo que evoluímos cada vez mais, que não adianta reclamar do Brasil, querer que ele seja “mais evoluído” ou parecido com os EUA The Number One. Isso não vai acontecer, pelo menos não a médio prazo.

Precisamos aprender que só mudando a nós mesmos, nossa mente -Metanóia- é que mudamos qualquer coisa. Só vamos melhorar o Brasil quando melhorarmos a nós mesmos internamente. Só mudaremos nossas vidas quando aprendermos o que está certo e vivermos isso dando manutenção diária e a prática do errado remover de nossas vidas definitivamente.

Eu queria compartilhar um pouco do aprendizado que tive nesses anos em meu papel de empreendedor, pai servidor público e blogueiro. Eu não sei tudo e estou longe de saber. Porém, empreendendo há tanto tempo penso que posso ajudar com esses textos que me dão muito prazer e por isso espero contar com todos vocês em 2015

Sem dúvida, 2015 promete ser um dos anos mais difíceis que já tivemos na economia. Com uma possível retração do mercado, PIB zero, demissões, problemas com segurança, etc. Não será fácil, mas pode ser menos difícil se estivermos prontos para praticar os aprendizados. Se estivermos com um mindset blindado e um plano B eficaz quando for necessário. Sempre vai ter gente vendendo lenços enquanto os outros choram. Já passamos por momentos duros e é hora de promover mudanças baseadas em grandes aprendizados.

Um excelente 2015, cheio das bençãos de Deus e lembre-se mude sua mente!

Hamilton Silva
,
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TAGUATINGA ESTÁ COM 12OO VAGAS EM SEIS CURSOS

Com o objetivo de apoiar o trabalho de lideranças comunitárias, a Administração Regional de Taguatinga, tem o programa Escola da Comunidade, um espaço voltado para a promoção de cursos e palestras para zeladores, porteiros, síndicos, prefeitos comunitários e membros de associações de moradores. A Escola da Comunidade está com inscrições abertas para cursos de formação em cursos de formação de prefeito comunitário, síndico profissional, direito condominial, engenharia condominial, agente de portaria e primeiros socorros.


Andréa Serra, uma ex-aluna do curso de formação para síndicos, aprovou a iniciativa da escola e hoje usa o que aprendeu na gestão de seu condomínio. “Com as palestras de direito e dos engenheiros pude saber mais sobre legislação e engenharia, o que eu estou aplicando em meu condomínio”. O administrador de Taguatinga, Ricardo Lustosa Jacobina afirma que a iniciativa é um programa de sucesso da administração de Taguatinga. “A Escola da Comunidade é uma conquista de toda a p…

CONCURSO PARA CÃMARA LEGISLATIVA TERÁ 100 MIL CANDIDATOS

O tão esperado edital de abertura do concurso da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) deverá ser lançado até o mês de agosto. A informação foi divulgada pela própria Casa, que assinou o contrato com a Fundação Carlos Chagas (FCC) na última sexta-feira (7/7). Mas a espera pela distribuição das vagas nos cargos não é mais necessária. Veja abaixo para quais áreas serão destinadas as 86 oportunidades: divididas entre os cargos de técnico, consultor técnico, consultor e procurador.
O presidente da Câmara, deputado Joe Valle (PDT), espera que o concurso selecione os candidatos mais interessados em fazer carreira na casa, que tem atualmente o salário inicial de nível médio em R$ 10.143,07 e de nível superior em R$ 15.123,30. Segundo ele, a expectativa é de mais de 100 mil candidatos inscritos. Leia também:Mais de 15 mil vagas serão abertas no país até dezembro De acordo com a Casa, não haverá gastos para a realização do certame, pois a seleção será totalmente custeada pelos valores …

O SERVIDOR QUE ESPERA AUMENTO EM OUTUBRO "PODE TIRAR O CAVALINHO DACHUVA"

Escrevo este post com a profunda vontade de estar errado, todavia não sou tão otimista assim. A categoria funcional vinculada ao Governo Do Distrito Federal deverá ter uma visão de águia e planejar qualitativamente suas finanças nos próximos meses. Todos nós temos uma tendência em contar com o "ovo dentro da galinha" e realizar despesas ou pagar dívidas com créditos a receber.
O GDF tem se lastreado e se calçado por uma única linha de defesa e planejamento de governança, a Lei de Responsabilidade Fiscal. Não há outra ação propositiva concreta de desenvolvimento econômico para a capital. A "muleta" utilizada só é esquecida quando o governo anterior, o de Agnelo, se sobre põe ao atual na ingerência econômica social.
Vivemos uma crise, nisso não há novidade. Vivemos uma caos não há novidade alguma nisso. A novidade é na desculpa utilizada para justificar ações sem prumo. Falar que arrecadação não tem suprido as expectativas já não justifica o intenso e sistemático discu…