Pular para o conteúdo principal

Aliados revoltados

Traição, revolta, vingança, traíragem, insatisfação são as palavras que tomaram e transbordaram os discursos e textos blogs e sites, conversas acordos repercutidas nesta terça (20). Mas qual a causa de tanta indignação? Isso mesmo a indicação de pessoas para estarem na chefia administrativa das RA's (Regiões Administrativas) do DF.


Mas não é só isso. Administrar não é o problema. Decifrar o joga politico que está por detrás dessas indicações é o grande desafio de quem procura fazer uma leitura isenta do quadro pintado. Querer dizer que o governador prometeu eleições diretas e agora não cumpriu é pura ingenuidade ou tolice de quem acreditou. Impressionante que esses que clamam por justiça por não terem sido contemplados pelo dedo do governador são os mesmo que de alguma forma pressionam a todo custo a divulgação da famosa lista. Acho que ficaram ainda mais bravos quando perceberam que a quantidade de administradores diminuiu 

A demora na escolha
A morosidade na divulgação dos nomes já indicava o grau de dificuldade que o governador enfrentou nesses últimos 21 dias.
O governo demonstra uma certa inabilidade com a caneta, mas constrói a fidelidade com parte do discurso. Aquela de ouvir a todos, isso demanda tempo e nem sempre quer dizer que irá agradar seus eleitores ou companheiros históricos. O que de fato acontece. Mas no caso da saúde podia ter feito isso no segundo dia dois de janeiro.

Regiões Administrativas -RA's


A pressão Interna
Além de contribuir para a demora nas decisões esse tipo de pressão eleva a irritabilidade dos aliados e decepciona aqueles que desejavam contribuir.

É preciso saber que haverá uma segunda chance, talvez em abril, o time que não ganha nem faz gol deve mudar seus jogadores. Nesse momento era preciso apagar alguns incêndios fundamentado na crise financeira e sustentado pela vaidade e egocentrismo de alguns.

A pressão Externa
Gera insatisfação da população como um tod e proporciona uma oportunidade do movimento sindical aparecer para a massa e de uma oposição raivosa e sistemática se estabelecer desviando os olhares do governo anterior. Veja a quantidade de greves que pipocaram.
Ou o governo não  sabia do tamanho do problema ou sabia e não se preparou para enfrentar a crise iminente, só que teve tempo mais que suficiente.

O problema é estrutural
A política local nunca foi bem vista, sempre teve problemas de credibilidade e de gestão, está enraízado na cultura e no caráter das pessoas que comandam e principalmente por um sistema eleitoral viciado.

Não aconteceu nada de novo isso já ocorreu em tantos outros governos não é novidade nenhuma. A preocupação de todos deveria ser por soluções práticas para o problema crônico na saúde e segurança pública por exemplo.


Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

TAGUATINGA ESTÁ COM 12OO VAGAS EM SEIS CURSOS

Com o objetivo de apoiar o trabalho de lideranças comunitárias, a Administração Regional de Taguatinga, tem o programa Escola da Comunidade, um espaço voltado para a promoção de cursos e palestras para zeladores, porteiros, síndicos, prefeitos comunitários e membros de associações de moradores. A Escola da Comunidade está com inscrições abertas para cursos de formação em cursos de formação de prefeito comunitário, síndico profissional, direito condominial, engenharia condominial, agente de portaria e primeiros socorros.


Andréa Serra, uma ex-aluna do curso de formação para síndicos, aprovou a iniciativa da escola e hoje usa o que aprendeu na gestão de seu condomínio. “Com as palestras de direito e dos engenheiros pude saber mais sobre legislação e engenharia, o que eu estou aplicando em meu condomínio”. O administrador de Taguatinga, Ricardo Lustosa Jacobina afirma que a iniciativa é um programa de sucesso da administração de Taguatinga. “A Escola da Comunidade é uma conquista de toda a p…

CONCURSO PARA CÃMARA LEGISLATIVA TERÁ 100 MIL CANDIDATOS

O tão esperado edital de abertura do concurso da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) deverá ser lançado até o mês de agosto. A informação foi divulgada pela própria Casa, que assinou o contrato com a Fundação Carlos Chagas (FCC) na última sexta-feira (7/7). Mas a espera pela distribuição das vagas nos cargos não é mais necessária. Veja abaixo para quais áreas serão destinadas as 86 oportunidades: divididas entre os cargos de técnico, consultor técnico, consultor e procurador.
O presidente da Câmara, deputado Joe Valle (PDT), espera que o concurso selecione os candidatos mais interessados em fazer carreira na casa, que tem atualmente o salário inicial de nível médio em R$ 10.143,07 e de nível superior em R$ 15.123,30. Segundo ele, a expectativa é de mais de 100 mil candidatos inscritos. Leia também:Mais de 15 mil vagas serão abertas no país até dezembro De acordo com a Casa, não haverá gastos para a realização do certame, pois a seleção será totalmente custeada pelos valores …

O SERVIDOR QUE ESPERA AUMENTO EM OUTUBRO "PODE TIRAR O CAVALINHO DACHUVA"

Escrevo este post com a profunda vontade de estar errado, todavia não sou tão otimista assim. A categoria funcional vinculada ao Governo Do Distrito Federal deverá ter uma visão de águia e planejar qualitativamente suas finanças nos próximos meses. Todos nós temos uma tendência em contar com o "ovo dentro da galinha" e realizar despesas ou pagar dívidas com créditos a receber.
O GDF tem se lastreado e se calçado por uma única linha de defesa e planejamento de governança, a Lei de Responsabilidade Fiscal. Não há outra ação propositiva concreta de desenvolvimento econômico para a capital. A "muleta" utilizada só é esquecida quando o governo anterior, o de Agnelo, se sobre põe ao atual na ingerência econômica social.
Vivemos uma crise, nisso não há novidade. Vivemos uma caos não há novidade alguma nisso. A novidade é na desculpa utilizada para justificar ações sem prumo. Falar que arrecadação não tem suprido as expectativas já não justifica o intenso e sistemático discu…