Pular para o conteúdo principal

Metrô-DF sedia encontro de comunicadores da ANPTrilhos

Objetivo é a troca de experiência sobre assuntos à atuação dos comunicadores nas assessorias de comunicação


O Comitê de Comunicação da Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos (ANPtrilhos) se reuniu nesta quinta-feira (26), das 10h às 17h, na sede do Metrô-DF, em Águas Claras. O encontro ocorre uma vez por mês na sede de uma das companhias afiliadas à ANPTrilhos. O objetivo é a troca de experiência sobre assuntos pertinentes à atuação dos comunicadores nas assessorias de comunicação.



No período da manhã, os representantes de cada operadora metroferroviária apresentaram campanhas, cases e levaram dúvidas para serem discutidas em grupo. A pauta da vez foi interação com o público por meio das Redes Sociais, ferramenta considerada indispensável e irreversível de relacionamento com usuários. O Metrô-DF iniciou essa interação em janeiro de 2015 e, durante o encontro, teve a oportunidade de conhecer a experiência de outros metrôs nessa área.



Também fez parte das discussões a proposição de uma campanha única nacional sobre o "transporte sobre trilhos", a ser realizada em conjunto e divulgada por todas as operadoras. Foram apresentadas algumas propostas e ficou acertado que cada membro do grupo fará suas considerações para iniciar o processo de criação das peças e do plano de mídia, que serão submetidos à aprovação do Conselho da ANPTrilhos.



No período da tarde, os assessores de comunicação visitaram o Centro de Controle Operacional (CCO). O chefe do Departamento de Operações do Metrô-DF, Luciano Dantas, apresentou o CCO e explicou como ocorre a interação entre o Centro de Controle e a Assessoria de Comunicação Social (ACS) da empresa. O CCO envia mensagens de texto sobre todas as ocorrências na circulação dos trens para o celular corporativo da ACS. Um assessor posta as mensagens nas redes sociais com foco na prestação de serviço ao usuário.





Em seguida, a comitiva foi recebida pelo diretor-presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado, na sala de reuniões da presidência. Marcelo ouviu cada membro do Comitê e se mostrou muito entusiasmado com a presença dos assessores de outras companhias no Metrô-DF. "Este grupo é muito especial e tem todo o meu apoio para todas suas ações. Momentos como esse são importantes para que a nossa comunicação conheça como agem os comunicadores diante das demandas de imprensa, dos usuários e do público interno", afirmou.


Este foi o segundo encontro de 2015 e estiveram presentes representantes dos metrôs do Rio de Janeiro, da Bahia, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) de São Paulo, da Via Quatro (concessionária da Linha 4-Amarela de São Paulo), e da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) de Belo Horizonte, Recife, João Pessoa Natal e Maceió.



A ANPTrilhos é uma entidade civil, sem fins lucrativos, de âmbito nacional, criada com o objetivo de promover o desenvolvimento e o aprimoramento do transporte de passageiros sobre trilhos no Brasil. Numa visão integrada entre operadores, indústrias e entidades do setor, a ANPTrilhos busca trabalhar soluções e tecnologias que possam contribuir para a melhoria da mobilidade urbana em nosso País, numa visão adequada à realidade e às necessidades de cada uma das cidades brasileiras.



Postagens mais visitadas deste blog

TAGUATINGA ESTÁ COM 12OO VAGAS EM SEIS CURSOS

Com o objetivo de apoiar o trabalho de lideranças comunitárias, a Administração Regional de Taguatinga, tem o programa Escola da Comunidade, um espaço voltado para a promoção de cursos e palestras para zeladores, porteiros, síndicos, prefeitos comunitários e membros de associações de moradores. A Escola da Comunidade está com inscrições abertas para cursos de formação em cursos de formação de prefeito comunitário, síndico profissional, direito condominial, engenharia condominial, agente de portaria e primeiros socorros.


Andréa Serra, uma ex-aluna do curso de formação para síndicos, aprovou a iniciativa da escola e hoje usa o que aprendeu na gestão de seu condomínio. “Com as palestras de direito e dos engenheiros pude saber mais sobre legislação e engenharia, o que eu estou aplicando em meu condomínio”. O administrador de Taguatinga, Ricardo Lustosa Jacobina afirma que a iniciativa é um programa de sucesso da administração de Taguatinga. “A Escola da Comunidade é uma conquista de toda a p…

CONCURSO PARA CÃMARA LEGISLATIVA TERÁ 100 MIL CANDIDATOS

O tão esperado edital de abertura do concurso da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) deverá ser lançado até o mês de agosto. A informação foi divulgada pela própria Casa, que assinou o contrato com a Fundação Carlos Chagas (FCC) na última sexta-feira (7/7). Mas a espera pela distribuição das vagas nos cargos não é mais necessária. Veja abaixo para quais áreas serão destinadas as 86 oportunidades: divididas entre os cargos de técnico, consultor técnico, consultor e procurador.
O presidente da Câmara, deputado Joe Valle (PDT), espera que o concurso selecione os candidatos mais interessados em fazer carreira na casa, que tem atualmente o salário inicial de nível médio em R$ 10.143,07 e de nível superior em R$ 15.123,30. Segundo ele, a expectativa é de mais de 100 mil candidatos inscritos. Leia também:Mais de 15 mil vagas serão abertas no país até dezembro De acordo com a Casa, não haverá gastos para a realização do certame, pois a seleção será totalmente custeada pelos valores …

O SERVIDOR QUE ESPERA AUMENTO EM OUTUBRO "PODE TIRAR O CAVALINHO DACHUVA"

Escrevo este post com a profunda vontade de estar errado, todavia não sou tão otimista assim. A categoria funcional vinculada ao Governo Do Distrito Federal deverá ter uma visão de águia e planejar qualitativamente suas finanças nos próximos meses. Todos nós temos uma tendência em contar com o "ovo dentro da galinha" e realizar despesas ou pagar dívidas com créditos a receber.
O GDF tem se lastreado e se calçado por uma única linha de defesa e planejamento de governança, a Lei de Responsabilidade Fiscal. Não há outra ação propositiva concreta de desenvolvimento econômico para a capital. A "muleta" utilizada só é esquecida quando o governo anterior, o de Agnelo, se sobre põe ao atual na ingerência econômica social.
Vivemos uma crise, nisso não há novidade. Vivemos uma caos não há novidade alguma nisso. A novidade é na desculpa utilizada para justificar ações sem prumo. Falar que arrecadação não tem suprido as expectativas já não justifica o intenso e sistemático discu…