segunda-feira, 20 de março de 2017

ESTUDO ABORDA DIFERENÇA SALARIAL ENTRE FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS E PRIVADOS

foto: Codeplan
Vencedor do 2º Prêmio Codeplan de Trabalhos Técnico-Científicos, o economista Thiago Mendes Rosa, de 26 anos, abordou em sua pesquisa a diferença salarial entre funcionários públicos e privados. O estudo foi apresentado nesta quinta-feira (16) no auditório da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan).
O trabalho, um dos três premiados no início de dezembro, destaca uma variação de 55% a 77% entre os dois setores. De acordo com o estudo, um servidor público tende a ganhar mais do que o funcionário de empresa particular.
O autor, que tem graduação em economia e mestrado na Universidade Federal do Paraná, explica que essa diferença foi traçada com base em pesquisa de perfis variados, levando em conta características como idade, escolaridade e tempo de serviço.
Os dados utilizados foram os da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e da Relação Anual de Informações Sociais (Rais).
Na abordagem feita pelo economista, o perfil que mais apresenta uma diferenciação salarial entre os setores público e privado são funcionários com idade acima dos 40 anos e com mais tempo de serviço. Outras implicações aparecem no estudo, disponível no site da Codeplan.
Perguntado sobre a escolha do tema, Thiago Rosa afirma que esse é um assunto de extrema importância e ainda pouco discutido. “Estou honrado de ter participado desse concurso e conquistado o primeiro lugar, acredito que meu trabalho possa contribuir e muito para pesquisas futuras.”
Prêmio Codeplan de Trabalhos Técnico-Científicos
Essa foi a segunda edição do Prêmio Codeplan de Trabalhos Técnico-Científicos. Ao todo, 19 pesquisas que tinham como tema geral o desenvolvimento do DF e da Região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno (Ride).
A iniciativa contemplou os três melhores trabalhos com prêmios no valor de R$ 8 mil para o primeiro colocado, R$ 6 mil para o segundo e R$ 4 mil para o terceiro.
 

Nota:  Esse estudo está disponível no seguite endereço: 

Postar um comentário