Pular para o conteúdo principal

Postagens

SEIS MOTIVOS PARA NÃO TER FAVORITOS AO BURITI

01 - Reguffe Mesmo afirmando veementemente que não será candidato e que irá honrar seu mandato, o senador Antônio Reguffe (Sem Partido) aparece em todas as pesquisas espontâneas. Caso o eleitor continue manifestando  o desejo de tê-lo na chefia do Buriti, todo esse quadro dificulta o projeto do ex-secretário Frejat. 02 - Fraga Com todas as condições técnicas de liderar o segmento de "direita" e vir a se consolidar como sucessor de Rollemberg , o coronel da reserva Alberto Fraga (DEM-DF), vem se enrrolando e tropeçando em suas próprias pernas, mas se destaca quando falamos em oposição à modesta gestão socialista na capital.  03 - Izalci É  efetivamente a única de todas as pré-candidaturas que tem se pautado na discussão de um projeto de desenvolvimento com uma agenda de construção de plano de governo. O fôlego pela corrida parece não ter fim, todavia,  várias são as nuances que o impedem de chegar, por exemplo,  auma possível intervenção do PSDB Nacional na aliança local.  
Postagens recentes

CURSO DE SÍNDICO EM ÁGUAS CLARAS É 0800

As aulas serão ministradas por síndicos de Águas Claras e abordam temas reais e cases de sucesso da gestão condominial da cidade dos arranha céus.
Com o objetivo de apoiar a gestão do síndico, unir e integrar síndicos, a Abrassp - Associação Brasileira de Síndicos e Síndicos Profissionais, criou o projeto QualiSíndicos, que é voltado para a qualificação e profissionalização de síndicos, futuros síndicos e síndicos profissionais.
Um dos maiores desafios de um síndico para prestar um bom serviço é exatamente conciliar todos os interesses, e gastando pouco.
A profissionalização do síndico torna-se imprescindível, tendo em conta que os condomínios começam a atuar como empresas estruturadas, e esses profissionais são representantes legais da massa condominial.
O curso prático de síndico acontece entre os dias 22 e 24 de agosto, no salão paroquial, da paroquia Nossa Senhora da Assunção, na cidade de Águas Claras-DF.
O sindico é aquele que precisa ter grande capacidade resiliente, perfil relacion…

DISTRITAIS GASTAM QUASE MEIO MILHÃO EM GASOLINA E ALUGUEL DE CARROS

Os deputados distritais usaram R$ 1,5 milhão da verba indenizatória no primeiro semestre de 2017. Desse total, o gastos mais alto serviu para custear combustível, lubrificante e aluguel de veículos: R$ 491.527,72, (32,7% do total). O pagamento de consultoria/assessoria e serviços de divulgação da atividade parlamentar completam a lista das três maiores despesas. O levantamento é da ONG Adote um Distrital. Na comparação entre o primeiro semestre de 2017 e o mesmo período de 2016, a entidade verificou redução nos gastos, que caíram de R$ 1,7 milhão para R$ 1,5 milhão. “É um fato positivo, mas o valor continua absurdo. Esse dinheiro poderia ser investido em áreas como a saúde”, disse o coordenador da Adote um Distrital, Olavo Santana. Os parlamentares têm à disposição R$ 25.322,25 mensais para custear os trabalhos dos gabinetes. A verba é chamada de indenizatória porque é liberada apenas após os gastos, ressarcidos mediante comprovação. Os deputados que mais gastaram foram Chico Vigilante (…

DEPUTADO CRIA PROJETO DE LEI QUE LIMITA GASTOS COM PUBLICIDADE E GERA INCERTEZAS NOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO

Um Projeto de Lei de nº 1679/2017, de autoria do deputado distrital Robério Negreiros (PSDB) e apresentado no último dia 03 de agosto, causou muita incerteza nos meios de comunicação.  Pela redação do Projeto, ficaria vedada a realização de despesas com publicidade e propaganda governamental por qualquer meio de comunicação, exceto a que se refira às campanhas de informação, conscientização e orientação sobre políticas públicas, e a que for legalmente obrigatória à validade de atos administrativos, no período em que o Poder Executivo, o Poder Legislativo, o Tribunal de Contas do DF e a Defensoria Pública excederem o limite prudencial com gasto de pessoal da Lei de Responsabilidade Fiscal. Em resumo, as campanhas de informação, conscientização e orientação deverão ser devidamente justificadas para a aplicação e disponibilização de recursos. Já as propagandas governamentais só se darão após a comprovação através de Relatório de Gestão Fiscal que confirme o equilíbrio das contas públicas. A…

TAXA DO CARTÃO É A MENOR APÓS MUDANÇA NA REGRA

A taxa média de juros do rotativo do cartão de crédito, cobrada quando o consumidor paga algum valor entre o mínimo e o total da fatura, chegou 9,6% ao mês (200,8% ao ano) na última semana de julho e alcançou seu menor patamar após a mudança na regra da modalidade, no início de abril, registrando. Os dados são da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs) e têm como base informações das seis principais instituições financeiras do País. Em abril, após determinação do Banco Central, o prazo de permanência do cliente no rotativo do cartão passou a ser de até 30 dias (até a fatura seguinte). Antes disso, a taxa praticada na última semana de março era de 15,4% a.m. (455,1% a.a.). A mudança possibilitou aos emissores de cartão reduzir os juros sistematicamente nos meses seguintes, levando o indicador anual a cair para menos da metade (redução de 56% em comparação com a última semana de julho). Considerando as taxas fechadas de cada mês, houve queda em todos os…

ABBP HOMENAGEIA SEU PRINCIPAL FUNDADOR

No último sábado (12), a Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno (ABBP) fez uma visita surpresa para Regina Freitas, viúva do professor Francisco de Paula Lima Júnior, o prof. Chico, primeiro presidente da instituição, falecido em março de 2016. Salientando a importância do prof. Chico no processo de concepção e fundação da entidade, os associados entregaram o título póstumo de “Fundador Maior” da ABBP, nas mãos de Regina Freitas. “Quero agradecer a cada um da associação pela visita e homenagem. Muito obrigado!”, disse Regina.

SALÁRIO DO SERVIDOR SERÁ CONGELADO: GOVERNO PREVÊ POUPAR R$9,8 BI

Com a revisão da meta de déficit deste ano e de 2018 praticamente definida, a equipe econômica prepara medidas para cortar gastos e aumentar receitas.
Pelo lado dos gastos, o governo congelará salários de servidores em 2018 para economizar R$ 9,8 bilhões.
Serão atingidos professores, militares, policiais, auditores da Receita Federal, peritos do INSS, diplomatas e oficiais de chancelaria e carreiras jurídicas. Outras categorias poderão ser incluídas.
Além disso, o salário inicial de novos servidores ficará restrito a R$ 5.000 e haverá corte de benefícios como auxílio-moradia e ajuda de custo em casos de remoção.
Embora tenha desistido de aumentar o Imposto de Renda, benefícios tributários devem ser revistos para melhorar a arrecadação.